Ilustres (Des)Conhecidos – Alexandre Manuel Thomaz dos Santos Viegas (1827-1864)

0
294

Alexandre Manuel Tomás dos Santos Viegas nasceu na Rebordosa no dia 16 de Maio de 1827. Filho de Constantino Tomás dos Santos Viegas, Oficial de Ordenanças e, mais tarde,  proprietário, natural de S. Martinho – Seia, e de Maria do Ó de Almeida Fonseca, natural da Rebordosa, freguesia de Lorvão.

Nesta casa junto à Capela da Rebordosa terá nascido e falecido Alexandre Manuel Santos Viegas (foto de António Calhau)

Neto materno de Francisco José da Fonseca e de Teresa Inácia, da Rebordosa, e paterno de Tomás dos Santos Viegas e de Maria das Neves. Foi baptizado no dia 24 de Maio de 1827, tendo como padrinho o Dr. Manuel Tomás dos Santos Viegas, seu tio e Professor Universitário da Faculdade de Teologia de Coimbra. O Dr. Manuel Tomás foi também Cónego Magistral da Sé do Porto e grande Orador Sagrado, tendo morrido na Rebordosa em 1847.

Alexandre Manuel fez os estudos liceais em Coimbra, matriculando-se, de seguida, na Faculdade de Teologia da Universidade de Coimbra, onde concluiu o Curso em 1854 com Distinção.

Foi nomeado, pelo Cardeal D. Guilherme I, professor de História Eclesiástica no Seminário de Santarém. No Seminário de Faro, foi professor de Direito Canónico. Nesta cidade foi Cónego Magistral e notabilizou-se também como Orador Sagrado. Encontra-se publicado um seu discurso fúnebre, a “Oração Fúnebre nas Exéquias de D. Carlos Cristóvão Genuês Pereira, Bispo do Algarve, celebradas na Sé de Faro a 16 de Junho de 1863.”

No dia 1 de Outubro de 1864, com apenas 37 anos, morreu na Rebordosa e foi sepultado na Igreja Matriz de Lorvão.

David G. de Almeida