Penacovenses pelo país e pelo mundo [4]: Adelino Henriques Marcelo, Presidente da Casa do Concelho em Lisboa

0
168

O meu nome é Adelino Henriques Marcelo, tenho 79 anos e sou natural do Carregal, freguesia de Friúmes – hoje União de Freguesias de Friúmes e Paradela. Tenho como habilitações o 2º Ciclo da Instrução Primária antigo (4ª Classe). Sou viúvo e tenho um filho. Não tenho netos. Comecei a trabalhar aos 11 anos, em Coimbra e aos 16 vim para Lisboa onde me empreguei no comércio. Cumpri o Serviço Militar durante três anos, dois dos quais em Angola. Após a tropa fui Motorista de Táxi durante cerca de vinte e sete anos (empregado). Hoje sou empresário e sou sócio gerente da firma proprietária do Táxi com que trabalho. É uma firma “Familiar”!

A história da Casa do Concelho de Penacova começou em 18 de Fevereiro de 1984, quando um grupo de amigos penacovenses radicados em Lisboa – José Bernardes Oliveira, António Pimentel, Carlos Augusto Luís Simões, António Vicente Cabral e José Fernandes – decidiram organizar um almoço de confraternização de penacovenses e amigos do concelho de Penacova. Esse almoço realizou-se no dia 26 de Maio desse mesmo ano (1984) em Lisboa e contou com a participação de 298 pessoas! Do concelho veio a Filarmónica da Casa do Povo de Penacova, muitos penacovenses e o Presidente da Câmara, Dr. Artur Manuel Sales Guedes Coimbra que, durante o almoço colocou, ele próprio, no peito de cada pessoa, um autocolante com o Brasão do concelho e a frase: “QUEREMOS CASA DO CONCELHO EM LISBOA”. Entusiasmados com a ideia, foi feita uma sondagem junto dos penacovenses e em 15 de Junho do ano seguinte (1985) nasceu a LIGA DOS AMIGOS DO CONCELHO DE PENACOVA. Só mais tarde, em 09 de Junho de 1994, já com as actuais instalações, é que nasceu a CASA DO CONCELHO. Falar aqui dos seus sonhos e dificuldades e do seu projecto inicial seria demasiado fastidioso. E talvez nem seja eu a pessoa mais bem posicionada para o efeito, mas sim um dos seus fundadores! Talvez numa outra oportunidade…

A Casa do Concelho de Penacova é sócia fundadora da ACRL – Associação das Casas Regionais em Lisboa – e sempre fez parte, e ainda faz, dos seus Órgãos Sociais (Direcção e Conselho Fiscal).

Dos Estatutos da Casa do Concelho de Penacova consta: a promoção cultural dos seus associados, a solidariedade entre os naturais do concelho, a divulgação das suas belezas paisagísticas, do seu património cultural e artístico, da sua gastronomia, do seu artesanato e do seu folclore, a participação no desenvolvimento do concelho, o apoio possível ao seu comércio e à sua indústria, organizar eventos culturais, recreativos e outros de carácter regionalista, defender o concelho de tudo o que possa causar-lhe danos morais ou patrimoniais, etc.

Durante todos estes anos alguma coisa se fez, mas muito ficou por fazer! Sem ordem cronológica, mas pela sua dimensão e significado, saliento: Festival de Folclore Penacovense, realizado em Lisboa, no Pavilhão Carlos Lopes. Participaram os nove Ranchos existentes no concelho; o Grupo de Variedades de Penacova, a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários, as três Bandas Filarmónicas do concelho, um Grupo de Gaiteiros, num total de mais de oitocentos figurantes, que se deslocaram de Penacova em dezasseis autocarros; Semana Cultural no Palácio dos Coruchéus, em Lisboa; Duas Semanas Gastronómicas na Feira Popular; dois cruzeiros no Douro, Porto / Régua e Régua / Barca d’Alva; uma visita a Santiago de Compostela; Visita aos Picos da Europa; Passeio no Rio Tejo, a bordo de um barco cacilheiro, com almoço a bordo; Festa comemorativa da fundação da Casa do Concelho, com almoço no Pavilhão do Mocidade Futebol Clube da Cheira e espectáculo de variedades no Terreiro de Penacova; Espectáculo pelo Grupo Cultural de Variedades de Penacova, no Auditório do Grupo Desportivo do Banco Espírito Santo, em Lisboa; Diversos piqueniques anuais; Festas de aniversário sempre com grupos convidados vindo do concelho; Divulgação da nossa gastronomia com almoços convívio na sede; Três visitas por ano ao nosso concelho (lampreia, Feira do Mel e Convívio das Freguesias); Participação nas Festas da Cidade de Lisboa; duas visitas ao nosso concelho com Casas Regionais filiadas na ACRL; participações anuais nas Festas das Colectividades e das Casas Regionais em Lisboa; e muitos convívios pelo país, sempre divulgando a nossa Penacova.

É na divulgação e expansão da nossa Casa que temos sentido as maiores dificuldades! Por incrível que pareça tem sido muito difícil trazer até nós os penacovenses, mesmo aqueles que vivem em Lisboa e arredores! Os que gostam e apreciam este tipo de Associações e estes convívios pertencem à minha geração. Os mais jovens? Estão quase todos do lado contrário…

Do lado positivo contamos com cerca de uma centena de associados que se destacam dos restantes por uma maior assiduidade em todas as iniciativas. Temos também o apoio incondicional, desde sempre, da Câmara Municipal de Penacova, que nos subsidia no pagamento da renda das instalações, e das Juntas de Freguesia, especialmente quando da realização do Convívio das Freguesias. Também as Casas Regionais nossas congéneres tem sido grandes apoiantes e divulgadoras dos nossos eventos. Contamos ainda com o nosso Delegado em Penacova, José Alberto Costa, e com o seu esforço para o nosso crescimento.

O que precisamos é que os penacovenses se interessem pela Casa do Concelho, estejam connosco, se associem e nos ajudem a ser cada vez maiores e mais fortes!