Futsal: Estão de regresso as emoções da 2.ª Divisão Nacional masculina

0
230

Na série D, o Domus Nostra foi derrotado pelo Sameiro, enquanto na série E, o São João começou com um empate no reduto do Boa Esperança. Na mesma série, em dérbi distrital,o Chelo bateu em Coimbra o União 1919 e nas Alhadas o CRIA foi derrotada pelo Ferreira do Zêzere.

Arrancou no sábado a 1.ª fase da 2.ª Divisão do Campeonato Nacional de futsal. Mais de sete meses após a interrupção abrupta da prova devido à covid-19 ( a última jornada da última época foi disputada a 29 fevereiro), cinco formações de Coimbra voltaram a competir na segunda prova do futsal masculino nacional.

Emanuel Pereira – Diário As Beiras

Na série D, o Domus Nostra, a jogar no seu reduto, o Pavilhão Gimnodesportivo de Portomar, teve duelo emotivo com o Sameiro, mas acabou derrotado, 6-7.

A turma de Daniel Vilarinho entrou praticamente a perder, com João Salcedas, no primeiro minuto, a abrir o ativo para o conjunto do distrito da Guarda. Um autogolo de Carrola deu a igualdade à equipa da casa, mas, o mesmo Carrola, bisou, 13’ e 15’, deixando o marcador em 1-3. Antes do intervalo, José Rua colocou o marcador com uma diferença mínima, 2-3.

Na 2.ª parte, o Sameiro voltou a começar com um golo, de João Salcedas. Aos 25’, o Domus Nostra viu José Rua ser expulso e os visitantes dilataram a vantagem, por intermédio de Farias, 27’. No mesmo minuto, Guilherme Preguiça reduziu, 3-5, e, no minuto seguinte, Daniel Campolargo deixou a desvantagem do Domus Nostra, em apenas um tento, 4-5. O empate chegaria aos 29’, com Guilherme Preguiça a bisar e a fazer o 5-5. O final do desafio seria eletrizante. Farias, 36’, voltou a colocar na frente o Sameiro, vantagem ampliada por Miguel Santarém, 5-7. Os locais voltaram a gritar golo, da autoria de Cláudio Ferreira, 38’, mas o “assalto” fi nal à baliza do Sameiro acabou por não ser traduzido em golos.

Na próxima jornada, o Domus Nostra joga na Covilhã, no reduto do GD Mata.

Chelo vence dérbi

Na estreia na 2.ª Divisão Nacional, o União 1919 recebeu, num dérbi distrital, o Chelo. A formação de Nelson Fonseca acabou por perder, 5-6, num duelo em que o conjunto do concelho de Penacova, liderado por António Santos, marcou os seis golos na primeira parte.

Paulo Colaço assinou dois golos para o Chelo nos primeiros dez minutos (1’ e 8’) e Ricardo Pedrosa também marcou, aos 6’, deixando os visitantes a vencer, 0-3. O capitão do União 1919, Luís Santos reduziu, 1-3, no 11.º minuto, mas Paulo Colaço completou o hat-trick (três golos) aos 14’. Até ao intervalo David Lopes (15’) e Pedro Santos (16’), elevaram a vantagem do Chelo, 1-6.

Luís Santos, 18’, assinou o seu segundo golo no desafi o e, antes do descanso, Carlos Devesa, 19’, deixou os unionistas a perder por três golos, 3-6. Na 2.ª parte, Carlos Devesa também chegou ao hat-trick, 25’ e 27’, deixando o marcador em 5-6. O União 1919 procurou a igualdade, mas foi o Chelo a sair com os três pontos do Pavilhão do CF União de Coimbra.

Na próxima ronda, o Chelo recebe, em novo dérbi distrital, o CRI Alhadense, enquanto o União 1919 joga em casa do GRAP.

São João empata

A jogar no reduto do Boa Esperança, o São João empatou, 5-5. Fábio Mota adiantou os locais e Tiago Fernandes a dilatou a vantagem para 2-0.

Respondeu a turma de Alcides Lopes, com Daniel Costa (10’), Tiago Salgado (12’) e José Serrador (15’), a completarem a reviravolta, antes do intervalo, 2-3.

No início da etapa complementar, Fábio Mota voltou a empatar a partida, mas José Serrador, 22’, bisou, e deixou a turma de Pé de Cão na frente, 3-4.

O duelo foi pautado pela mudança na liderança do marcador e Kilson Santo e Marco Borronha, 31’, recolocaram o Boa Esperança a vencer, 5-4. Os conimbricenses responderam e, no 32.º minuto, João Costa empatou o duelo, 5-5.

Apesar de carregar à procura do triunfo, o São João saiu de Castelo Branco com apenas um ponto. Na 2.ª jornada, a formação de Coimbra recebe o Ladoeiro.

O CRI Alhadense averbou a derrota mais pesada das equipas do distrito. A jogar em casa, a equipa de Luís Nogueira perdeu, 0-4, diante do Ferreira do Zêzere. Rodrigo Laureano, Diogo Simões, Fabrício Lima e Carlos Santos fi zeram os golos dos visitantes. Na próxima ronda, o CRI Alhadense tem embate, fora de portas, com o Chelo. Os encontros da 2.ª jornada estão agendados para sábado, 17 de outubro.