“A Comissão Diretiva do Programa Centro 2020 aprovou 17 projetos de prova de conceito, projetos liderados por Instituições do Sistema Científico e Tecnológico regional que promovem a cooperação entre entidades produtoras de conhecimento e o tecido empresarial”, informa.

Publicidade

Num comunicado de imprensa, a CCDR Centro indica que os 17 projetos aprovados “terão um apoio de fundos da União Europeia de cerca de dois milhões de euros” e, destes, cinco são da Universidade de Aveiro.

Os restantes 12 são da Universidade da Beira Interior (três), Universidade de Coimbra (três), Instituto Pedro Nunes (dois) e com um projeto aprovado estão: Tagusvalley – Associação para a Promoção e Desenvolvimento do Tecnopólo do Vale do Tejo; Instituto Politécnico de Leiria; Instituto Politécnico de Tomar e Instituto de Telecomunicações.

Para assinalar estas aprovações, a presidente da CCDR Centro, Isabel Damasceno, realiza uma visita a dois destes 17 projetos, em Aveiro e em Coimbra, esta segunda-feira, quando se comemora o Dia da Europa.

“O objetivo destes projetos é valorizar o conhecimento já produzido em projetos de investigação, nomeadamente através da produção de protótipos laboratoriais, ensaios ou pré-séries semi-industriais que permitam uma primeira validação desses resultados com o objetivo de serem transferidos para o mercado e explorados de forma útil pelas empresas”, refere.

Isabel Damasceno começa o dia a conhecer o “BlueComposite: Utilização de biocompósitos para libertação controlada de moduladores microbianos em sistemas de aquicultura de recirculação (RAS)”, da Universidade de Aveiro, onde também visita o Laboratório de Estudos Moleculares e Ambientes Marinhos (LEMAM).

Na parte da tarde desloca-se à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra para conhecer o projeto “NanoLIP: Nanopartículas lipídicas sólidas para o tratamento de tumores cerebrais”.

Também na Universidade de Coimbra, a presidente da CCDR Centro realiza uma visita ao Laboratório de Desenvolvimento e Tecnologias do Medicamento (FFUC

Publicidade
Artigo anteriorExploratório de Coimbra cria infantário para os pequenos “cientistas por natureza”
Próximo artigoAgentes da Educação da CIM Região de Coimbra criam manifesto conjunto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui